Marketing /

O alvo do marketing atual: o “momento” que o usuário pega seu smartphone

O momento em que o usuário pega seu smartphone para buscar uma informação se tornou o mais importante para os marqueteiros. Pelo menos nos Estados Unidos, empresas que compram e vendem publicidade online estão explorando o que os usuários fazem nos seus smartphones em determinado “momento” para torná-los mais receptivos a anúncios.

Segundo reportagem do “The New York Times”, o Google vem aconselhando seus funcionários desde o início de 2015 a visarem ainda mais os “micro momentos”, que são as dezenas de vezes por dia que os usuários pegam seus smartphones para olhar alguma informação, procurar um produto ou encontrar um restaurante.

“O jogo da publicidade não é mais sobre alcance e frequência”, disse Lisa Gevelber, vice-presidente de marketing do Google, pioneiro no conceito de “micro momento”. “Agora, mais do que nunca, a intenção é mais importante do que a identidade e a demografia, e o imediatismo é mais importante do que a fidelidade à marca.”

O “The New York Times” afirma que, mais importante do que o formato, os anúncios devem aparecer no instante em que as pessoas precisam da informação. Mas atingir os consumidores em “momentos-chave” sempre foi o objetivo da publicidade. A diferença hoje, de acordo com o jornal, é o crescimento dos smartphones como ferramenta para encontrar e fazer qualquer coisa.

A tecnologia hoje permite que os profissionais de marketing consigam influenciar e controlar a forma como os consumidores decidem sobre a compra, pois fornece informações mais detalhadas, como localização, se a pessoa está sentada, caminhando ou dirigindo, etc.

Os anúncios precisam ser mais úteis do que chamar a atenção, segundo Brian Solis, da Altimeter Group, empresa de pesquisa de mercado. De acordo com uma pesquisa do Google, 51% dos donos de smartphones compraram de uma empresa diferente do que eles pretendiam, com base em informações encontradas on-line.


ecommerce, Mercado, Tecnologia /
Saiba quais são as inovações que estão norteando o varejo eletrônico!

O ano de 2017 pode não ter sido dos melhores para a economia nacional. Porém, para o e-commerce o cenário não foi tão caótico. Mesmo com a crise, o setor movimentou R$…

Veja mais
Mercado, Novidades, Tecnologia /
O que esperar para o futuro dos chatbots?

Não há como falar em tecnologia para e-commerce sem abordar os chatbots, que figuraram como forte tendência em 2017 e seguirão na mesma toada nos próximos anos. Não à toa….

Veja mais
Mercado, Novidades, Tecnologia /
Wearables: a união entre moda e tecnologia

Muito além dos smartwatches, os wearables devem invadir nossas vidas em um futuro próximo e tornar nossas vidas ainda mais conectadas.

Veja mais