ecommerce, Mercado /

Afinal, você sabe o que é Marketplace?

O modelo inovador tem atraído cada vez mais varejistas no mundo inteiro. No Brasil, apesar de recente, este modelo tem sido alvo de grandes investimentos pelos maiores players de mercado.

Imagine que você possui um pequeno e-commerce e, de uma hora para outra, seu produto começa a ter grande visibilidade, favorecido por uma poderosa ferramenta de busca e com um display num site de grande visitação. E, como consequência, suas vendas acabam dobrando e até triplicando em menos de 6 meses. Esta realidade, sonhada por muitos, tornou-se uma tendência de negócios cada vez mais mirada pelos grandes varejistas do mundo inteiro.

O Marketplace é definido como uma espécie de shopping virtual, onde um lojista se credencia e disponibiliza seus produtos para serem incorporados num site com grande volume de visitas, ampliando assim suas possibilidades de vendas em canais variados.

Para estes parceiros menores, torna-se dinâmico e vantajoso possuir seus produtos à venda, numa vitrine virtual, concorrendo diretamente com vários outros lojistas em pé de igualdade e sendo apenas diferenciado pelo preço, condições de entrega e o frete aplicado. Ou seja, se seu produto tem o melhor preço e apresenta mais vantagens para o cliente, ele terá mais chances de ser vendido.

Ainda muito recente, este modelo chegou ao Brasil há cerca de 3 anos e foi sendo aderido pelos maiores players de comércio eletrônico. Assim como no exterior, esta foi a saída encontrada pelas empresas de grande porte para baratear seus custos operacionais de logística, estoque e atendimento.

Em suma, existe uma terceirização e uma troca de funções entre os parceiros de negócios, e seu custo é aplicado a partir de uma base de comissionamento entre os dois. Na prática, os grandes varejistas se responsabilizam em prover com o sistema de credenciamento e atualização de ofertas, além de gestão de SAC e procedimentos financeiros. O lojista virtual fica encarregado de oferecer o melhor preço, atualizar produtos, além de atendimento e entrega de seus pedidos.

E o Marketplace só traz vantagens? Segundo especialistas, se a parceria for eficiente, bem definida e ambos os lados fizerem sua parte, com certeza. E, acima de tudo, é preciso ter em mente que o maior beneficiário deste negócio precisa ser o cliente, pois assim ele poderá ter mais opções de compra, além de mais facilidades de entrega e de atendimento.

Para mais informações e artigos interessantes relacionados com o tema, sugerimos visitar a seção especial no site do E-commerce Brasil.

Fontes:
E-commerce Brasil
Vtex


ecommerce, Marketing, Mercado, Moda, Novidades /
#GirlBoss – quando tudo começa com uma venda online

A série mais comentada do momento, Girl Boss conta a história de Sophia Amoruso, a criadora de Nasty Gal, uma das maiores marcas de moda online nos últimos anos. Você…

Veja mais
ecommerce, Marketing, Tecnologia /
Tendências de e-commerce? Confira 5 medidas que vão mudar seu negócio.

Enumeramos algumas das tendências-chave para o sucesso de seu negócio no varejo eletrônico. Diante de um mercado eletrônico e cada vez mais competitivo, preços atrativos e excelência em qualidade são…

Veja mais
Uncategorized /
Dia do Consumidor gera expectativa positiva para o comércio eletrônico

Faturamento pode aumentar 18% em comparação ao ano passado.   Segundo dados do Ebit, site especializado em índices do mercado de e-commerce brasileiro, o Dia do Consumidor terá um faturamento…

Veja mais